Tuesday, March 31, 2015

Chocohotopots - fáceis, rápidos e deliciosos

English version

Chocohotopots

Às vezes demoro séculos para dividir certas receitas com vocês aqui porque a comida/sobremesa acaba tão rápido que não dá tempo de tirar uma única foto sequer – estes potinhos de chocolate, da querida Nigella Lawson, são um exemplo: facílimos de preparar (vocês provavelmente tem todos os ingredientes em casa), ficam prontos em minutos, por isso são uma sobremesa perfeita para compartilhar com vocês, mas eles somem em tão pouco tempo que só consegui postar a receita agora.

Da última vez que os preparei, deixei um potinho na geladeira, bem tampadinho com filme plástico. Dois dias depois o potinho foi para o forno e eu então tirei umas fotos antes de devorá-lo, feliz da vida. :)

Da próxima vez em que vocês forem receber família ou amigos para uma refeição, façam esta sobremesa: preparem os potinhos com antecedência, guardem na geladeira e daí é só tirar meia horinha antes (fico com medo de colocar travessas geladas diretamente no forno quente) e dar um sustinho de 15-20 minutos neles no forno – aposto que os convidados vão adorar (e vocês também). ;)

Chocohotopots
um nadinha adaptados do ótimo e à infalível Feast: Food to Celebrate Life

- xícara medidora de 240ml

100g de manteiga sem sal, picada
100g de chocolate amargo – 53% de cacau – picadinho
2 ovos
½ xícara (100g) de açúcar cristal
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Preaqueça o forno a 200°C. Unte levemente com manteiga 4 potinhos refratários com capacidade para ¾ xícara (180ml) cada.

Coloque a manteiga e o chocolate em uma tigela refratária e leve ao banho-maria (fogo baixo) até derreter). Deixe esfriar.
Em outra tigela, misture com um batedor de arame os ovos, o açúcar, a farinha, o sal e a baunilha. Junte a mistura de chocolate e bata para incorporar. Divida a massa entre os potinhos untados, transfira para uma assadeira rasa e leve ao forno por cerca de 15 minutos, tempo em que os topos estarão assados e rachados e por dentro os potinhos estarão cremosos (eu não espero o topo rachar, tiro antes para que o centro fique mais fluido).

Coloque cada potinho em um prato e sirva, e não se esqueça de avisar os convidados que os potinhos estarão bem quentes!

Rend.: 4 porções

Sunday, March 29, 2015

Bolo de laranja, coco e sementes de papoula e o quão importante fotos são para mim

English version

Orange coconut poppy cake / Bolo de laranja, coco e sementes de papoula

Quando leio os comentários sobre livros de culinária no site da Amazon percebo que uma das coisas sobre as quais as pessoas mais reclamam é a falta de fotos, e tendo a concordar com eles: tenho livros que sei que são realmente ótimos, mas acabo ignorando-os porque eles não tem nada ou quase nada de fotos – acho que quando preciso de inspiração preciso olhar imagens lindas, que me causem água na boca.

Também é útil saber como a comida vai ficar antes de começar a prepará-la.

Vi a receita de um bolo cítrico com coco na revista Taste dias atrás e a foto me pegou de jeito na mesma hora: as fatias do bolo pareciam tão macias, não pude resistir! E eu nem estava pensando em fazer bolo, estava procurando por uma receita salgada, mas a foto me fez desejar muito uma fatia daquele bolo super macio, então tive de fazê-lo (nem lembro mais o que eu estava procurando antes de dar de cara com o bolo, só sei que era algo pro almoço).

O resultado foi mesmo um bolo extremamente macio, difícil até de fatiar, e ficou uma delícia – a inspiração veio em forma de uma foto tentadora e que bom que resolvi ceder.

Bolo de laranja, coco e sementes de papoula
um nadinha adaptado da revista Taste

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (140g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
2 colheres (sopa) de sementes de papoula
¾ xícara (75g) de coco ralado sem açúcar
1 xícara (200g) de açúcar cristal
raspas da casca de 1 laranja grande
125g de manteiga sem sal, amolecida
2 ovos grandes
½ colher (chá) de extrato de baunilha
1 xícara (240ml) de leite de coco*

Preaqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma de bolo inglês de 20x10cm, forre-a com papel manteiga e unte-o também.

Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento, o sal e as sementes de papoula. Junte o coco ralado e misture.
Coloque o açúcar e as raspas de casca de laranja na tigela da batedeira e esfregue-os com as pontas dos dedos até o açúcar ficar aromatizado. Junte a manteiga e bata com a batedeira até obter um creme claro e fofo. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente durante todo o preparo do bolo.
Junte os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Adicione a baunilha. Em velocidade baixa, acrescente os ingredientes secos em três adições, alternando com o leite de coco e bata somente até incorporar. Transfira a massa para a forma preparada e alise a superfície. Asse por 45-50 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 25 minutos, e então cuidadosamente levante o bolo da forma usando o papel. Transfira para a gradinha e deixe esfriar completamente. Retire o papel com cuidado e sirva.

* para não ter de abrir uma segunda garrafinha de leite de coco, usei os 200ml de um vidrinho e completei com 40ml de leite integral

Rend.: 6-8 porções

Wednesday, March 25, 2015

Biscoitos de chocolate com crosta de açúcar para uma Páscoa mais econômica

English version

Sugar-crusted chocolate cookies / Biscoitos de chocolate com crosta de açúcar

A Páscoa está pertinho e eu ainda não decidi o que vou cozinhar para o almoço do domingo, mas sobre outra coisa eu ando bem decidida: não vou comprar ovos de chocolate, não – vocês viram os preços, gente? Está tudo tão caro! :(

Acho que a criatividade é uma ferramenta importante em momentos assim, quando o dinheiro está curto e queremos presentear quem amamos, e por isso eu adorei estes biscoitinhos: eles são uma delícia, facílimos de preparar e se embalados em um saquinho amarrado com uma fita bem bonita viram um ótimo presente – e dá pra fazer toneladas de biscoitos com o dinheiro de um único ovo de chocolate.

Espero que gostem da minha sugestão prática e econômica para a Páscoa. :)

Biscoitos de chocolate com crosta de açúcar
da sempre excelente revista Food & Wine

- xícara medidora de 240ml

1 ¾ xícaras (245g) de farinha de trigo
½ xícara (45g) de cacau em pó, sem adição de açúcar (usei alcalinizado)
1 pitada de sal
½ xícara + 2 colheres (sopa) - 140g - de manteiga sem sal, cortada em porções de 1 colher (sopa)
¾ xícara + 2 colheres (sopa) - 125g - de açúcar de confeiteiro
2 colheres (sopa) de leite gelado
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 clara de ovo, batida levemente com um garfo
¼ xícara (50g) de açúcar cristal

No processador de alimentos, pulse a farinha, o cacau e o sal. Junte a manteiga e pulse até obter uma farofa grossa, cerca de 3 minutos. Acrescente o açúcar de confeiteiro, o leite e a baunilha e processe até conseguir uma massa firme. Divida a massa em duas partes iguais e coloque cada metade em um pedaço grande de papel manteiga; forme um cilindro de aproximadamente 3,5cm de diâmetro com a massa, fechando-a dentro do papel manteiga usando uma régua – como a Martha faz aqui. Feche as pontas e leve à geladeira por 4 horas.

Pré-aqueça o forno a 180°C; forre duas assadeiras grandes com papel manteiga. Desembrulhe um dos cilindros de massa (mantenha o outro na geladeira). Pincele o cilindro com a clara e polvilhe metade do açúcar cristal sobre ele, rolando e pressionando para que o açúcar grude bem na massa. Corte em fatias de 6mm e coloque-as nas assadeiras preparadas deixando um espaço de 2,5cm entre uma e outra. Asse por 20 minutos ou até que os biscoitos estejam ligeiramente firmes ao toque. Deixe esfriar completamente na assadeira sobre uma gradinha. Repita o processo com o outro cilindro de massa.

Rend.: cerca de 45 unidades

Sunday, March 22, 2015

Gratinado de abobrinha, pimentão assado e tomate e papo de bebê

English version

Courgette, tomato and roasted red pepper gratin / Gratinado de abobrinha, pimentão assado e tomate

Minha cunhada e eu conversamos muito sobre meu sobrinho bebezinho e sempre falamos sobre a comida que ele comerá quando crescer – meu irmão é a pessoa mais enjoada que conheço e sabemos que ele terá de mudar seus hábitos alimentares para se tornar um bom exemplo para o menino.

Digo a ela para ter calma, pois meu marido era quase igual e agora ele come várias coisinhas diferentes, como sempre conto aqui (acho que teremos que organizar uma viagem à China para meu irmão, também). :D

Por exemplo: meu marido sempre me conta do quanto ele odiava gratinados quando era pequeno, especialmente o de batata que minha sogra sempre preparava na época. Ele também odiava abobrinha. Pois saibam que ele comeu o gratinado aí da foto feito doido e me disse que posso repetir o prato quando quiser pois estava “muito gostoso”.

As pessoas mudam, graças ao Universo. Ainda há esperança para o meu irmão. :D

Gratinado de abobrinha, pimentão assado e tomate
um nadinha adaptado da sempre deliciosa revista Olive

1 pimentão vermelho pequeno
2 colheres (sopa) de azeite de oliva, uso dividido
½ cebola grande bem picadinha
2 dentes de alho grande, amassados e picadinhos
1 lata de tomates pelados (400g)
1 colher (chá) de açúcar
sal e pimenta do reino moída na hora
1 punhado de manjericão fresco
350g de abobrinha italiana, em fatias de 5mm de espessura (corte a abobrinha ao meio no sentido do comprimento na parte mais larga)
75g de mozarela amarela ralada grosseiramente

Preaqueça o forno a 220°C. Coloque o pimentão em uma assadeira pequena e leve ao forno por cerca de 30 minutos, virando-o uma ou duas vezes, até que algumas partes estejam bem escuras (pretas mesmo) e a pele esteja molinha. Transfira o pimentão para uma tigela refratária e tampe com filme plástico. Deixe esfriar e então remova a pele, as sementes e o talo e corte o pimentão em tirinhas.

Enquanto isso acontece, faça o molho de tomate: em uma panela média, aqueça 1 colher (sopa) do azeite em fogo médio-alto. Junte a cebola e refogue até que esteja transparente. Junte o alho e refogue por mais 1-2 minutos e então acrescente os tomates e o açúcar. Encha 1/3 da lata com água, gire para remover todos os restinhos de tomate e junte à panela. Tempere com sal e pimenta, parta os tomates com uma colher de pau e cozinhe, mexendo ocasionalmente, por cerca de 20 minutos ou até que o molho fique mais espesso. Junte o manjericão, misture, tampe e retire do fogo.

Aqueça uma frigideira grelha em fogo alto até ficar bem quente, e então baixe o fogo levemente. Misture as abobrinhas com o azeite restante, tempere com sal e pimenta e grelhe as fatias por cerca de 2 minutos de cada lado, até que fiquem com as marcas da grelha. Faça isso em etapas. Transfira as fatias de abobrinha para um prato forrado com papel toalha.

Espalhe metade do molho em um refratário médio e raso. Espalhe metade das abobrinhas sobre o molho, cubra com metade do pimentão e metade do queijo. Repita as camadas, finalizando com queijo. Leve ao forno por 25-30 minutos ou até que borbulhe e o queijo esteja levemente dourado.

Rend.: 2 porções generosas

Wednesday, March 18, 2015

Bolo mármore com limão taiti, um filme e uma trilha sonora deliciosa

English version

Lime syrup marble cake / Bolo mármore com limão taiti

Dias atrás me deu uma vontade danada de ir ao cinema, mas não estava a fim de drama e nem de lágrimas, por isso imediatamente descartei a ideia de ver “Para Sempre Alice”, mesmo amando Julianne Moore, e como só vejo filme de terror quando minha irmã está comigo ignorei completamente “Renascida do Inferno”.

Sobrou “Simplesmente Acontece” e eu acho que era exatamente do que eu precisava naquele dia: nada sério, com um pouquinho de romance, um pouquinho de comédia – o combo perfeito. :) Mas o que eu realmente adorei no filme – além de Sam Claflin ;) – foi a trilha sonora: fui logo procurar no Spotify e não consegui mais parar de ouvir.

Com uma boa trilha sonora, faltava escolher uma boa receita de bolo e os limões taiti na geladeira me levaram diretamente a algumas receitas com estes limões publicadas pelo Dan Lepard no Guardian séculos atrás – o bolo ficou úmido e delicioso, e achei que foi uma boa variação dos bolos mármores tradicionais.

Bolo mármore com limão taiti
um nadinha adaptado do Dan Lepard

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
raspas da casca de 3 limões taiti
¾ xícara + 2 colheres (sopa) - 175g - de açúcar cristal
2 colheres (sopa) de óleo de canola
3 ovos médios*
150g de iogurte natural integral
1/3 xícara (75g) de manteiga sem sal, derretida – meça, depois derreta
½ colher (chá) de extrato de baunilha
1 ½ xícaras (210g) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1 colher (sopa) de cacau em pó, sem adição de açúcar
1 pitada de sal

Calda:
1/3 xícara (80ml) de suco de limão taiti
2 colheres (sopa) de açúcar cristal

Preaqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma de bolo inglês de 20x10cm, forre-a com papel manteiga e unte-o também.

Coloque as raspas de limão e o açúcar em uma tigela grande e esfregue com as pontas dos dedos até o açúcar ficar aromatizado. Junte o óleo e os ovos, bata com um batedor de arame até incorporar bem e obter uma mistura cremosa. Acrescente o iogurte, a manteiga derretida e a baunilha, misturando bem com o batedor. Junte a farinha, o fermento e o sal e misture. Despeje 2/3 da massa na forma. Junte o cacau à massa restante na tigela, misture e então despeje sobre a massa clara. Com uma faquinha sem ponta, misture as duas massas bem levemente, para dar o efeito marmorizado. Asse por cerca de 50 minutos ou até que cresça e doure (faça o teste do palito). Retire do forno e deixe esfriar 5 minutos – enquanto isso, em uma tigelinha, misture o suco de limão e o açúcar da calda até obter um líquido cristalino. Faça furinhos no bolo com um palito de dente e então despeje a calda dos poucos, esperando as porções serem absorvidas pelo bolo antes de despejar mais. Deixe esfriar completamente na forma.

* eu só tinha ovos do tipo grande em casa, por isso escolhi os três menores da caixinha e os usei na receita

Rend.: 6-8 porções

Wednesday, March 11, 2015

Blondies cítricas com caramelo

English version

Citrus caramel blondies / Blondies cítricas com caramelo

Não sou uma pessoa muito techie, mas adoro quando me ensinam coisas novas sobre computadores ou quando me contam sobre apps interessantes – a mesma amiga querida que me apresentou ao Shazam também me mostrou o Spotify e agora não consigo mais viver sem ele (obrigada, C.!).

Isso aconteceu há séculos, mas vocês sabem como são as coisas por aqui. :D

Outra coisa que adoro sobre tecnologia: ter milhares de receitas para escolher ou com as quais me inspirar mesmo quando estou longe de casa e de meus livros e revistas. Estava xeretando o site da revista Food & Wine enquanto aguardava a minha vez em uma fila interminável quando encontrei estas blondies diferentonas – as fiz assim que cheguei em casa (manteiga derretida, ueba!) e elas ficaram fantásticas. O caramelo é tão gostoso que tive de deixá-lo bem longe de mim enquanto preparava a massa das blondies e lhes aconselho a fazer o mesmo (ou então chutem o balde de vez e dobrem a receita para poder beliscar). :D

Blondies cítricas com caramelo
da revista Food & Wine

- xícara medidora de 240ml

Caramelo:
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
3 colheres (sopa) de creme de leite fresco
1 colher (sopa) - 14g - de manteiga sem sal, gelada
½ colher (chá) de sal Maldon ou flor de sal

Blondies:
1 xícara (140g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de sal comum
½ colher (chá) de fermento em pó
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, derretida
1 xícara (175g) de açúcar mascavo claro – aperte na xícara na hora de medir
2 ovos grandes
½ colher (chá) de extrato de baunilha
raspas da casca de 1 laranja

Caramelo: em uma panelinha, misture o açúcar com 1 colher (sopa) de água fria e leve ao fogo até que comece a ferver. Com um pincel culinário úmido, remova os cristais de açúcar que se formarem nas laterais da panela. Cozinhe a mistura até obter um caramelo, cerca de 5 minutos. Retire do fogo e imediatamente adicione o creme de leite, a manteiga e o sal, misturando bem (cuidado, pois a mistura pode espirrar). Deixe esfriar completamente.

Blondies: preaqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma quadrada de metal de 20cm, forre-a com papel alumínio deixando sobras em dois lados opostos e unte o papel também.

Em uma tigela pequena, misture com um batedor de arame a farinha, o sal e o fermento. Em uma tigela média, misture com um batedor de arame, a manteiga e o açúcar mascavo. Junte os ovos, a baunilha e as raspas de laranja e misture bem. Junte a mistura de farinha e misture com uma espátula somente incorporar.
Espalhe a massa na forma preparada e alise a superfície. Espalhe pequenas colheradas do caramelo sobre a massa e então misture levemente com um palito de dente, criando um efeito marmorizado. Asse por 25-30 minutos ou até que doure e um palito inserido no centro saia com algumas migalhas úmidas. Deixe esfriar completamente na forma. Corte em quadradinhos para servir.

As blondies podem ser guardadas em um recipiente hermético em temperatura ambiente por até 3 dias.

Rend.: 16 unidades

Sunday, March 08, 2015

Cookies de chocolate meio amargo e branco e livros de receita favoritos

English version

Double chocolate cookies / Cookies de chocolate meio amargo e branco

Tenho um monte de livros e revistas de receitas, porém tenho aquela sensação de usar sempre os mesmos – já tentei usar todos mais frequentemente, mas sempre há um ou mais ingredientes faltando, ou não tenho tempo de fazer determinadas receitas, e quando isso acontece corro aos meus favoritos em busca de inspiração.

O livro de biscoitos da Martha, por exemplo, me socorre toda vez em que quero fazer biscoitos e não sei que receita escolher – há tantas opções nele que mesmo que não haja geleia, coco, oleaginosas ou manteiga de amendoim em casa encontro algo para preparar.

[dito isso, estou sempre procurando por livros com boas receitas de biscoito – tenho andado de olho nesse aqui e espero que liberem logo o “search inside”]

Dias atrás eu não tinha nada a não ser chocolate na despensa para fazer um docinho e acabei indo procurar por uma receita naquele livro: estes cookies foram fáceis de fazer e ficaram bem gostosos – perfeitos para quem é louco por chocolate. Quem não tiver chocolate branco na despensa pode usar pedacinhos de chocolate meio-amargo ou mesmo ao leite para uma diferente variação dos biscoitos.

Cookies de chocolate meio amargo e branco
um nadinha adaptados de um dos meus livros de receita favoritos

- xícara medidora de 240ml

170g de chocolate meio-amargo picadinho – usei um com 53% de cacau
½ xícara (113g) de manteiga sem sal
1 xícara (140g) de farinha de trigo
½ xícara (45g) de cacau em pó sem adição de açúcar
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/4 colher (chá) de sal
1 ½ xícaras (300g) de açúcar
2 ovos grandes
1 colher (chá) de baunilha
150g de chocolate branco, em gotas ou em pedacinhos

Derreta o chocolate amargo com a manteiga em banho-maria (fogo baixo) e deixe esfriar ligeiramente.
Misture a farinha, o cacau, o bicarbonato e o sal em uma tigela e reserve.
Coloque a mistura de chocolate na tigela da batedeira, junte o açúcar, os ovos e a baunilha e bata em velocidade média até combiná-los bem. Reduza a velocidade e acrescente os ingredientes secos. Desligue a batedeira e incorpore o chocolate branco com o auxílio de uma espátula de silicone. Leve a massa à geladeira por 30 minutos.

Pré-aqueça o forno a to 180°C. Forre duas assadeiras grandes e rasas com papel manteiga.
Coloque porções de 2 colheres (sopa) niveladas de massa por biscoito nas assadeiras deixando 5cm de distância entre uma e outra. Asse até que os cookies esparramem e as superfícies rachem, cerca de 15 minutos (os biscoitinhos ainda estarão moles). Deixe esfriar nas assadeiras por 5 minutos e então deslize o papel com os biscoitos para uma gradinha e deixe esfriar completamente.

Os cookies podem ser guardados em potes ou latas herméticos em temperatura ambiente por até 3 dias – coloque camadas de papel manteiga entre os biscoitinhos.

Rend.: cerca de 30 unidades

Wednesday, March 04, 2015

Bolo rápido de maçã

English version

Quick apple cake / Bolo rápido de maçã

Não é segredo nenhum que eu gosto de ficar na cozinha, mas há dias em que estou correndo e a palavra “rápido(a)” no título de uma receita atrai a minha atenção imediatamente – e se a receita vier de uma fonte confiável como Stephanie Alexander, melhor ainda.

Precisava de um bolo gostoso que não demorasse muito tempo entre o preparo e o forno, mas minha manteiga estava dura como pedra e o meu óleo de canola estava no fim – difícil. O Eat Your Books veio ao meu socorro e pouco tempo eu estava com o bolo no forno, perfumando o apartamento inteiro. O bolo ficou super macio e saboroso, e na falta de maçãs tenho certeza de que peras ou frutas vermelhas ficariam ótimas também.

O bolo ficou gostoso tanto morninho quanto em temperatura ambiente, por isso dá para servi-lo como sobremesa com uma colherada de chantilly ou sozinho no chá da tarde ou no café da manhã – escolha o que preferir.

Bolo rápido de maçã
um nadinha adaptado do maravilhoso The Cook's Companion, um dos meus livros favoritos

Bolo:
2 maçãs Granny Smith médias, descascadas, sem o miolo e sementes e cortadas em cubos pequeninos
3 colheres (sopa) de xerez (substitua por Calvados, conhaque ou rum)
160g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
3 ovos
120g de açúcar cristal
½ colher (chá) de extrato de baunilha
140g de manteiga sem sal, derretida e fria

Para polvilhar a massa do bolo:
2 colheres (sopa) de açúcar cristal
½ colher (chá) de canela em pó

Preaqueça o forno a 190°C – enquanto isso acontece, deixe as maçãs de molho no xerez em uma tigela pequena.
Unte com manteiga uma forma redonda de 20x6cm, forre o fundo com um círculo de papel manteiga e unte-o também.

Peneire a farinha, o fermento e o sal em uma tigelinha e reserve. Na batedeira, usando o batedor que lembra um fouet, bata os ovos e o açúcar até obter um creme espesso e claro. Junte a baunilha. Com uma espátula de silicone, incorpore gentilmente os ingredientes secos peneirados, misturando delicadamente de baixo para cima para não perder o ar incorporado aos ovos. Incorpore a manteiga da mesma forma. Incorpore as maçãs e qualquer resquício de xerez da mesma forma. Espalhe a massa na forma e alise a superfície. Em uma tigelinha, misture o açúcar e a canela e salpique sobre a massa. Asse por cerca de 40 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 25 minutos, e então desenforme com cuidado.

Sirva morno ou em temperatura ambiente (com creme de leite batido vira sobremesa).

Rend.: 8-10 porções

Sunday, March 01, 2015

Farfalle com molho de tomate e vodca - comida simples e deliciosa

English version

Pasta with vodka tomato sauce / Farfalle com molho de tomate e vodca

Anos atrás vi esta receita em vários blogs, alguns deles favoritos meus, e tinha a intenção de fazê-la, mas por alguma razão nunca fui adiante e acabei esquecendo completamente.

Lembrei-me dela estes dias ao comprar uma garrafa de vodca para fazer um vidro de extrato de baunilha e anotei a ideia para que ela não me fugisse novamente. A receita original pede por chalotas (coisa que raramente vejo para comprar), mas resolvi usar um alho-poró esquecido na geladeira e que implorava por um fim digno.

Não sei se foi o alho-poró, a vodca, o creme de leite ou os três juntos, mas este foi um dos molhos de tomate mais gostosos que já fiz – realmente bom. É saboroso, cremoso sem ser pesado e levemente apimentado, sem contar que é bem simples de fazer.

Não tinha ideia do quão delicioso ficaria o molho quando resolvi prepará-lo e agora o recomendo fortemente a vocês. Espero que gostem!

Farfalle com molho de tomate e vodca
um tiquinho adaptado deste livro e da Rachel Ray

1 colher (sopa) de manteiga sem sal
½ colher (sopa) de azeite de oliva
1 alho-poró pequeno, a parte clara apenas
1 dente de alho grande, amassado e picadinho
1 pitada de pimenta calabresa
½ xícara (120ml) de vodca
1 lata (400g) de tomates pelados picados
2 colheres (chá) de açúcar
sal e pimenta do reino moída na hora
225g de pasta seca curta, como farfalle ou penne
¼ xícara (60ml) de creme de leite fresco
1 punhado de folhas de manjericão fresco, picadas ou rasgadas
parmesão ralado, para servir

Aqueça uma panela média em fogo médio-alto. Junte o azeite e amanteiga e enquanto ela derrete corte o alho-poró ao meio no sentido comprimento e então corte cada metade em fatias fininhas. Adicione à panela e refogue até que fique transparente. Junte o alho e a pimenta calabresa e refogue até perfumar. Acrescente a vodca aos poucos, misture e então cozinhe até reduzir pela metade, 3-4 minutos. Junte os tomates, o açúcar, tempere com sal e pimenta e deixe começar a ferver. Abaixe o fogo e cozinhe com a panela parcialmente tampada por 10 minutos ou até que engrosse, mexendo ocasionalmente.

Enquanto isso, cozinhe o macarrão em água fervente e salgada até que fique al dente.

Junte o creme de leite ao molho, cozinhe por 5 minutos, junte o manjericão e desligue o fogo. Escorra o macarrão e incorpore-o ao molho. Sirva imediatamente polvilhado com o queijo.

Rend.: 2 porções

Related Posts with Thumbnails