Wednesday, February 19, 2014

Madeleines de baunilha, limão e sementes de papoula e uma personagem muito interessante

English version

Lime, vanilla and poppy seed madeleines / Madeleines de baunilha, limão e sementes de papoula

Os mais jovens me lendo agora provavelmente não se lembrarão disso, mas lá nos idos dos anos 90 um grupo pop chamado Spice Girls se tornou um sucesso estrondoso e seu principal motto era “girl power” – eu tinha uns dezoito anos quando “Wannabe” foi lançada e, na época, eu não achava que houvesse algo de empoderador às mulheres no que o grupo cantava ou dizia (e, pra ser sincera, agora aos 35 continuo não entendendo).

De volta para o presente: por causa do que eu andei assistindo, o Netflix me sugeriu “The Fall”, e eu fiquei imediatamente interessada no seriado tanto por causa de sua natureza sombria quando por Gillian Anderson – e assim fui apresentada a Stella Gibson, a personagem mais feminista que vi em séries de TV e definitivamente uma das mais interessantes. Conforme fui assistindo aos cinco episódios de “The Fall” (e desejando que estes cinco fossem quinze, vinte), mais fui gostando do personagem de Gillian e mais a achei a personificação do tal “girl power”, muito mais do que um slogan vazio gritado do topo de um hotel em Cannes.

O jeito como Stella se comporta e as coisas que diz no seriado são realmente fantásticos – acredito que ela esteja mandando uma mensagem a todos que assistem, e é uma mensagem bastante positiva. Esse tipo de personagem feminina forte é uma delícia de ver e Gillian Anderson a interpreta com perfeição – a boa notícia é que uma segunda temporada será filmada, e mais “girl power” de verdade vem por aí. \0/

E já que este é um post feminista sobre uma personagem feminista, nada melhor do que um docinho com nome de mulher para acompanhá-lo.

Madeleines de baunilha, limão e sementes de papoula
ligeiramente adaptadas da sempre lindíssima Gourmet Traveller

80g de manteiga sem sal
raspas da casca de 1 limão taiti grande
65g de açúcar cristal
1 fava de baunilha, cortada ao meio no sentido do comprimento, sementinhas removidas com as costas da faca
½ colher (sopa) de açúcar mascavo claro
2 ovos, temperatura ambiente
½ colher (sopa) de mel de sabor suave
1 colher (chá) de extrato de baunilha
115g de farinha de trigo
1 pitada de sal
½ colher (sopa) de sementes de papoula - comprei as minhas fora do Brasil
½ colher (chá) de fermento em pó
manteiga derretida, para untar as forminhas
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Derreta a manteiga em uma panelinha em fogo baixo, retire do fogo, junte as raspas de casca de limão e reserve até chegar à temperatura ambiente (2-3 minutos).
Coloque o açúcar cristal e as sementinhas de baunilha na tigela da batedeira e esfregue os ingredientes com as pontas dos dedos até o açúcar ficar aromatizado. Junte o açúcar mascavo, os ovos, o mel e o extrato de baunilha e bata até obter um creme claro e fofo (4-5 minutos). Peneire a farinha, o fermento e o sal sobre a massa, junte as sementes de papoula e incorpore gentilmente com uma espátula de silicone, mexendo de baixo para cima. Adicione a manteiga aos poucos e misture gentilmente, de baixo para cima. Cubra com filme plástico e leve à geladeira por 4 horas ou até de um dia para o outro.
Pré-aqueça o forno a 200°C. Unte com manteiga derretida 22 forminhas de madeleine com capacidade para 2 colheres (sopa) cada. Leve à geladeira por 10 minutos. Unte-as novamente com manteiga e refrigere por mais 10 minutos. Divida a massa entre as forminhas (sem espalhar) e asse até que as madeleines cresçam e dourem (8-10 minutos). Desenforme imediatamente sobre uma gradinha.
Polvilhe com açúcar de confeiteiro. Sirva morninhas ou em temperatura ambiente.

Rend.: 22 unidades

7 comments:

Masterchef cá de casa said...

Tão lindas... Não tenho formas de madalenas que vergonha!

Cintya Maria said...

Ah... o girl power das Spice Girls! rsrs
Prefiro me concentrar no power de suas lindas madeleines!
Nunca as fiz por ter a forma e, as que vi por aí são de silicone e eu não me dou muito bem com formas desse tipo (preciso "pegar o jeito", admito. E volta e meia, qdo me deparo cm mais uma receita desses charmosos bolinhos, fico tentada a comprar uma forma. Por isso lhe pergunto: a sua forma é de silicone? Se sim, vc teria alguma dica para usá-la? (uns dizem para untá-las normamlemente, outros falam que não precisa...)

Obrigada mais uma vez, Patricia! =)
Bjs

PS: amanhã provavelmente testarei a sua receita de barquinha de moussaka. (essa receita não me sai da cabeça!)

Cintya Maria said...

ops, muitos erros de digitação no meu comentário! Sorry... =/

valeria rezende said...

Oi Patrícia.Nunca gostei das spice girls.Para mim transformar adolescentes em sex simbols não tem nada de poderoso. Mas infelizmente vende bem, como comprovam as patéticas apresentações da Miley Cyrus...
Onde moro, não acho forminhas de madeleine, então faço nas de empada mesmo. Não ficam tão bonitas, mas posso garantir que o gosto é ótimo.
Beijos!

Anonymous said...

Adorei o post feminista, Patrícia! E obrigada pela indicação da série. Já estou com vontade de ver! Beijos, Daniela

panelasemdepressao said...

Olá Patrícia,

Mais uma sugestão encantadora!
Fico sempre surpreendida quando referes não encontrar as sementes de papoila no Brasil. Aqui é muito vulgar. Se algum dia precisares que te envie por correio, um saquinho delas, não hesites em pedir.
Um beijinho deste lado do atlântico.
Guida

Patricia Scarpin said...

Cintya, obrigada!
As minhas forminhas são de metal, se não me engano da marca Doupan, comprei na Barra Doce (em Moema). Evito forminhas de silicone, não gosto muito.
Beijo!

Val, essa coisa de erotizar criança e adolescente é mesmo nojenta.
Que bom que as madeleines ficam boas nas forminhas de empada tb!
Beijo!

Daniela, tomara que vc goste!
Beijo!

Guida, obrigada pela oferta! Que gentileza!
Sempre as trago das viagens (ou o marido traz pra mim).
Beijo!

Related Posts with Thumbnails