Monday, February 24, 2014

Barrinhas de damasco e coco para espantar a tristeza

English version

Coconut and apricot bars / Barrinhas de damasco e coco

Eu e minha irmã nos revezamos ao escolher os filmes que vemos juntas no cinema, e sábado foi a vez dela: eu queria “Robocop”, mas ela optou por “A Menina Que Roubava Livros”.

Não li o livro, por isso não posso dizer se o filme é fiel a ele, mas no geral gostei da história e, na verdade, assisto a qualquer coisa com Emily Watson e Geoffrey Rush. Entretanto, senti uma tristeza enorme no final – filmes sobre o nazismo nunca são fáceis de ver, mas já assisti a outros mais explícitos sobre o assunto e não consegui descobrir ainda o porquê de a história de Liesel ter ficado na minha cabeça desse jeito.

Fui para casa pensando no filme e tentei me distrair com um tempo de esteira, mas não funcionou. Daí decidi preparar alguma coisa gostosa (tinha de ser doce) e todo aquele açúcar e coco e damasco fizeram com que a tristeza saísse da minha mente por um momento – quando tirei a assadeira do forno já me sentia um pouco mais leve e ainda tive um docinho para beliscar enquanto via outro episódio de “House of Cards” – os Underwoods me deixam tão nervosa que eu teria roído todas as minhas unhas.

Barrinhas de damasco e coco
um tiquinho adaptadas de uma receita do Bill Granger publicada no site do jornal The Independent

Base:
120g de manteiga sem sal, derretida
120g de açúcar cristal
50g de coco em flocos adoçados
150g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
1 ovo, ligeiramente batido com um garfo
180g de damascos secos picados

Cobertura:
150g de coco em flocos adoçados
50g de açúcar cristal
1 ovo, ligeiramente batido com um garfo
1 pitada de sal
1 colher (chá) de extrato de baunilha
3 colheres (sopa) de geleia de damasco

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma quadrada de 20cm, forre-a com papel alumínio deixando sobras em dois lados opostos, formando “alças”, e unte o papel também.
Base: em uma tigela grande, misture a manteiga derretida, o açúcar, o coco, a farinha, o fermento, o sal e o ovo até obter uma massinha. Transfira para a forma e espalhe formando uma camada homogênea. Espalhe os damascos sobre a base e leve ao forno por 15-20 minutos ou até que base comece a dourar nas extremidades.
Cobertura: em uma tigela média, misture o coco, o açúcar, o ovo, o sal e a baunilha até obter uma espécie de cocadinha úmida. Retire a forma do forno e espalhe a geleia sobre a base. Com duas colheres, espalhe a cobertura sobre a geleia, formando montinhos. Volte ao forno por mais 20-30 minutos ou até que a cobertura doure. Deixe esfriar completamente na forma. Corte em quadradinhos para servir.

Rend.: 16 porções

9 comments:

Amanda said...

Olá, Patricia! Eu também não li o livro, mas fez-se do filme uma fábula e resultou muito bom. Geoffrey Rush é um ator sensacional. A trilha sonora composta por John Williams é tocante, na minha opinião leva o Oscar, e a escolha do elenco infantil foi ótima. Agora imagina essas barrinhas com um cafezinho moído no moedor de parede da família Meminger... Um abraço!

Susana Machado said...

nem li o livro.. nem vi o filme! Tenho de me actualizar nessa história...
Essas barrinhas parecem deliciosas!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

Bárbara Pustai said...

Li o livro: chorei. Vi o filme: chorei. Pensei no filme: chorei. Lindo e inteligente, como todos deveriam ser :) E essas barrinhas aí, hein? Também deu vontade de chorar, mas daí deve ser a TPM falando hehe. Beijo, Pat!

said...

Patrícia, A menina que roubava livros é meu livro preferido e o filme é até tocante de tão fiel. Minha única ressalva é com a voz da morte que no livro sempre me soou muito feminina...Adoro seu blog e esses dias conheci um blog "novo" encantador como o seu, fiquei na dúvida se você o conhecia até que em um post ela citou você e eu quase dei pulinhos de alegria rs (o blog é coco e baunilha)
Beijo, Carla

Masterchef cá de casa said...

Ai essas barrinhas!

Gata de Tiara said...

Pat, li o livro e gostei muito. Tenho medo de ver o filme e me decepcionar... nunca é fiel, etc.. Enfim, suas barrinhas estão danadas de lindas e devem estar uma delícia! Assim que puder, farei!
beijocas!
cris

Thais said...

Pat, leia o livro, vale muito a pena!!! Bjs

Patricia Scarpin said...

Amanda, eu tb adoro Geoffrey Rush, acho maravilhoso! E eu achei uma fofura vc lembrar do moedor de café. <3
Beijo!

Bárbara, que bom que tenho uma companheira de choradeira tão querida. :D
Bj!

Cá, que curioso isso da Morte. Não passou pela minha cabeça que pudesse ser diferente no livro.
Obrigada pelo carinho, o blog que vc menciona é tão bonito!
Beijo!

Cris, uma amiga que leu achou o filme ótimo. Se vc vir, me conta?
Beijo!

Thais, vou colocar na lista! Beijo!

Tertúlia da Susy said...

Uma excelente sugestão.
Bjs

Related Posts with Thumbnails