sexta-feira, novembro 09, 2012

Pãezinhos de Santa Luzia

English version

Santa Lucia sour cherry and saffron buns / Pãezinhos de Santa Luzia

Geralmente leva algum tempo até eu considerar um livro de receita um super favorito: adoro os livros lindos e eles ganham a minha atenção na hora, mas gosto de testar algumas receitas antes para saber se realmente funcionam. Entretanto, o Scandilicious Baking da Signe Johansen é tão lindo e tudo nele parece tão delicioso que cheguei à conclusão de que foi o melhor livro que comprei nos últimos 11 meses – é realmente muito bonito.
Escolher a primeira receita para preparar foi difícil – a minha vontade é de fazer o livro todinho! – mas acabei optando por uma que me lembrou minha mãe: quando eu era pequena, ela tinha uma estatuazinha de Santa Luzia em casa e eu ficava intrigada e sentia um pouco de medo daquela imagem de uma mulher segurando uma bandeja com dois olhos dentro. Tempos depois, quando eu tinha uns 8 anos, descobri que meu pai havia sofrido um acidente no final da década de 70 no qual perdeu um olho – por isso minha mãe mantinha Santa Luzia por perto.
Não acredito em Deus nem em santos, mas não pude resistir a fazer estes pãezinhos só por causa de minha mãe.

Pãezinhos de Santa Luzia
do lindíssimo Scandilicious Baking

- xícara medidora de 240ml

375ml de leite integral
1 pitadinha de filetes de açafrão
2¼ colheres (chá) - 7g - de fermento biológico seco
¼ xícara (56g) de manteiga, derretida e ainda morninha
350g de farinha de trigo
150g de farinha de trigo integral
1 colher (chá) de cardamomo moído
4 colheres (sopa) de açúcar cristal
½ colher (chá) de sal
1 ovo grande
1 colher (chá) de extrato de baunilha
24 cerejas secas (o dobro caso sejam muito pequeninas) – caso não encontre cerejas, use passas escuras
1 ovo adicional, levemente batido com um garfo, para pincelar os pães

Em uma panelinha, aqueça o leite e o açafrão até que o leite comece a ferver. Desligue e espere amornar. Coloque o fermento seco em uma tigela grande, despeje o leite por cima e misture com um garfo. Junte a manteiga. Acrescente as farinhas, o cardamomo, o açúcar, o sal, o ovo e a baunilha e misture com uma colher de pau até que uma massa comece a se formar. Transfira para uma superfície levemente enfarinhada e sove por cerca de 5 minutos ou até que a massa se torne homogênea e elástica – como ela é bem grudenta no início, uma espátula (bench scraper) pode ser útil no início da sova; eu usei a Kitchen Aid e o batedor em formato de gancho para todo o processo e acrescente 1 colher (sopa) de farinha comum à massa porque achei que estava líquida demais mesmo depois de ter sido sovada por um tempo. Transfira a massa para uma tigela grande levemente pincelada com manteiga, cubra com filme plástico e deixe crescer até dobrar de volume, de 1 hora a 1 hora e meia.
Forre uma assadeira grande, de beiradas baixas, com papel alumínio.
Dê um soquinho na massa para extrair o excesso de ar e transfira-a para uma superfície levemente enfarinhada. Sove levemente e forme um cilindro com a massa. Corte o cilindro em 12 partes iguais. Forme uma bola com cada porção de massa e, em seguida, molde um cilindro com elas. Forme um “S” com cada cilindro de massa e coloque-os na forma preparada, deixando um espaço entre eles para que possam crescer. Cubra com um pano de prato limpo e seco e deixe crescer novamente até dobrar de tamanho – 20-30 minutos. Enquanto isso, pré-aqueça o forno a 200°C.
Espete uma cereja seca (ou duas, caso sejam muito miúdas) em cada junção do “S” nos pãezinhos e pincele-os com o ovo batido. Asse por 20-30 minutos ou até que dourem e haja um som de oco ao bater com os nós dos dedos na parte inferior dos pães.

Rend.: 12 unidades

5 comentários:

dicionariogastronomico disse...

Patricia, que delícia estes bolinhos :) fiquei com muita vontade de comer um para o lanchinho. beijos

Mafalda disse...

Que giros que ficaram esses S... :) devem estar uma delicia.. :)
Um beijinho e bom fim de semana

Léia disse...

Oi Patricia, ao contrario de você eu acredito em Santos e em Deus.
Mas esta é a minha opinião.
Religião à parte, esse pãozinho faz bem aos olhos, acho que é por isso que se chama assim.Santa Luzia segura os próprios olhos em uma bandeja, porque morreu sem os olhos para não negar sua fé em Cristo.Este é o motivo dos olhos no prato.Falei caso você não soubesse.Arrasou com esse pãozinho.Beijos querida, tenha um lindo final de semana.

thatiana Bandeira disse...

Amei a receita!
Meu marido também perdeu um dos olhos (e 100% da visão) em um assalto.
Somos católicos e eu muito devota de Santa Luzia.
Vou guardar essa receita para fazer no dia dela (13 de dezembro)
Obrigada por mais uma receita maravilhosa!!!
Thatiana Bandeira

Unknown disse...

Oi Patricia, como sempre esta de parabéns com as receitas; será que voce pode nos ensinar a fazer canelè?
Abraço MariaTereza

Related Posts with Thumbnails