sexta-feira, julho 13, 2012

Bolo de limão siciliano com cardamomo, "50%" e um aniversário

English version

Lemon and cardamom cake / Bolo de limão siciliano com cardamomo

Sempre me interesso por grandes performances, especialmente dos atores e atrizes que adoro, por isso quis tanto ver “50%”: Joseph Gordon-Levitt está simplesmente espetacular no filme e Seth Rogen me surpreendeu demais, também, tenho de admitir.

*spoilers*

Câncer não é um assunto com o qual lido muito bem e apesar de ter chorado várias vezes enquanto via o filme ele não transmite uma sensação de peso, muito pelo contrário: há uma sensação de otimismo. Várias cenas me fizeram pensar em minha mãe, especialmente quando o personagem de Levitt descobre que está com câncer: nem posso imaginar o que ela sentiu ao ouvir a notícia, tendo 28 anos e duas crianças em casa (meu irmão tinha 1 ano e eu, 3). Senti uma tristeza profunda dentro de meu coração e até pensei em parar de assistir ao filme, mas ainda bem que prossegui: saber que pessoas sobrevivem a essa doença maldita diariamente me traz alegria e esperança.

Além de Levitt e Rogen, amei muito Anjelica Houston com a mãe: ela não aparece muito, mas quando o faz... Há uma tonelada de amor e preocupação e dor em seu personagem, o que para mim é difícil de desempenhar sem cair no piegas ou no sentimentalismo bobo e ela o faz brilhantemente, do jeito que somente as grandes atrizes conseguem (a cena do chá verde me fez chorar feito um bebê).

Nunca pensei que um filme sobre câncer pudesse ter um efeito tão positivo em mim.

* fim dos spoilers*

Achei que um filme com esse tipo de ligação com coisas que vivi deveria ser combinado com o meu tipo favorito de bolo: limão siciliano – não imaginava que cardamomo combinaria tão bem com limão siciliano quanto com laranja.

Aproveitando que há um bolo no post comemoro os seis anos do blog: o aniversário foi no dia 4/julho, mesmo dia em que o meu time ganhou a Libertadores e fiquei tão contente que acabei me tocando somente no dia seguinte. E isso também me lembra minha mãe: era foi a Corinthiana mais Corinthiana que conheci na vida. :)

Bolo de limão siciliano com cardamomo
um nadinha adaptado do simplesmente maravilhoso Good Things to Eat (o meu foi comprado aqui)

- xícara medidora de 240ml

1 ¼ xícaras (175g) de farinha de trigo
2 ¼ colheres (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
175g de manteiga sem sal, amolecida
¾ xícara + 2 colheres (sopa) - 175g - de açúcar demerara
raspas da casca + o suco de 2 limões sicilianos
1 colher (chá) de cardamomo moído na hora
3 ovos
¼ xícara (50g) de açúcar cristal

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma de bolo de inglês de 21x10cm, forre com papel manteiga e unte o papel também.
Peneire a farinha, o fermento e o sal em uma tigela média e reserve.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga, o açúcar demerara, as raspas de casca de limão e o cardamomo até obter um creme claro e fofo – raspe as laterais da tigela ocasionalmente.
Junte os ovos, um a um – a mistura pode parecer talhada, mas não se preocupe.
Com uma espátula, misture os ingredientes peneirados somente até que sejam absorvidos pela massa. Rapidamente misture metade do suco de limão e espalhe a massa na forma preparada. Alise a superfície e asse por cerca de 40 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito).
Enquanto o bolo ainda estiver quente, faça furinhos por toda a extensão da superfície com um palito de dente. Misture o suco de limão restante e o açúcar cristal em uma tigelinha, sem deixar o açúcar dissolver completamente. Espalhe a calda sobre o bolo, deixando que ela penetre nos furinhos. Deixe esfriar completamente na forma.

Rend.: 6-8 porções

18 comentários:

Fernanda Amarante disse...

Ai, Pat, detesto cardamomo... Mas adoro suas histórias, mesmo essa sendo triste! Ótimo fim-de-semana pra você, querida! Ah, sabe o toucinho do céu de pistache? Perfeito.

Letrícia disse...

Depois de ler esse post, deu vontade de ir aí e te dar um abraço daqueles bem apertados. Pelo bolo, pelo aniversário do TK e, principalmente, pela moça linda que você é.

Beijão e bom final de semana

Tania Pereyra disse...

Oi Patricia,

Alem de vc ser uma pessoa sensivel e uma boleira de mao cheia, vc eh corintiana. Eh muita coisa boa numa pessoa soh.
PS. Ainda estou comemorando essa Libertadores, pq vai saber qd vai ser a proxima.
Beijos

Anônimo disse...

Patrícia,
vc como sempre arrasa nos posts; me emocionei lendo o de hj e não podia deixar de comentar ao descobrir que vc tbém é corinthiana;
td de bom pra vc!

Ana

Quéroul disse...

post lindo. LINDO!
que nem nosso time. que nem limão siciliano. que nem Gordon-Levitt. que nem sua mamis.

que nem nóis. <3

Tina Lopes disse...

Lógico que já quero ver o filme. E tô meio nervosa com o Timão. E quando um dia a gente se encontrar de verdade, eu quero um bolo de limão siciliano pra acompanhar. Já te disse que sempre que vejo um limão siciliano lembro de você? Então. Bjks

Especiarias Doces disse...

Pati, sei bem tudo isso que você escreveu. Minha mãe passou por isso recentemente e até hoje está em tratamento. Não falo sobre isso com ninguém, mas hoje, lendo o seu post, me deu vontade de dividir essa tristeza com você.
Sobre o bolo, é sempre a mesma coisa: está lindo, fantástico e me deu uma vontade enorme de experimentar, ainda mais porque descobri que adoro cardamomo.
Agora o eu posso dizer sobre o Corinthians? Dá-lhe Palmeiras!!!!
Tem coisa que só o blog proporciona: o carinho enorme de uma Palmeirense por uma Corinthiana.
Beijos bem doces para você,
Fernanda.

Léia disse...

Lidar com doenças é sempre muito dificil.Mas a gente sempre consegue vencer as dificuldades e dar em passo à frente.Sendo corintiana então, é a prova de que é perseverante (tambem sou).Quanto a esse bolo adoro bolos assim para um café da tarde ou um lanchinho antes de dormir.Adorei.Beijos e bom final de semana pra você.

Léia disse...

Esqueci de acrescentar que mãe é algo eterno que jamais pode ser subistituído.A dor diminui, mas a ausencia, essa permanece para sempre.
Sinto muito por sua dor, mas você é guerreira e suportou isso muito bem.Senão não seria a mulher admirada por todos, como você é.Força sempre e a saudade faz parte do nosso ser.Beijos e que Deus te abençoe.

Anônimo disse...

Voce eh maravilhosa !

casa de fifia disse...

NUNCA VI ESSE FILME,MAS GOSTO MAIS DE COMEDIA,
A VIDA Jà è CHEIA DE TRISTEZA RSRS
ADOREI A RECEITA DO BOLO.

BACI BACI

Vera disse...

ADORO LER OS TEUS TEXTOS=)fiquei cheia de vontade de ver o filme.
p.s. e de experimentar o teu bolinho hehe beijocas

Lo disse...

Patricia, moro na França e quando vim pra ca nao sabia nem fritar ovo. Fui aprendendo na marra e sozinha. Queimei arroz, salguei pratos, solei bolos. Um ano depois ja estava me aperfeiçoando. Hoje, 4 anos depois me casei com um francês e sou eu quem cozinho, ja que meu marido é uma catastrofe na cozinha. Adoro quando vou numa lojinha linda e compro mais um item pra minha cozinha, tipo balança, gradinha, forma pra bolinhos. Ja mando ver nos cupcakes. Enfim, essa semana me presenteei com uma batedeira planetaria, o maximo pra mim! Ja testei algumas de suas receitas e elas ficaram simplesmente deliciosas. Obrigada por este blog lindo, pelas receitas maravilhosas e pela delicadeza do seu universo. Seu blog virou meu unico livro de receitas. O resto foi pro lixo. Parabens, de coraçao!

PoliCBA disse...

Parabéns pelo aniversário do blog, Patricia!
Obrigada por compartilhar receitas maravilhosas conosco. Suas fotos são lindas e seus textos, uma delícia de ler.
Limão e cardamomo? Fiquei curiosa com a combinação.

Ameixinha disse...

Esse filme é carinho do início ao fim. Gostei muito e os bolos de limão também são um conforto para mim :)

Patricia Scarpin disse...

Meninas, obrigada pelo apoio, vcs são dez!

Lê, tô me sentindo abraçada, querida. Vc é um doce. xx

Tania, querida, vamos comemorar até o Japão! :D
Obrigada pelo comentário tão doce.
Bj!

Ana, muito obrigada!

Quéroul, xoxoxoxoxo

Fernanda, estou aqui torcendo pela sua mãe, vai dar tudo certo!
Obrigada por comentar e por dividir comigo a sua história.
Quanto ao time, hahahah, sai pra lá! :D
Brincadeira, sabe que minha Pichuzinha é palmeirense roxa, a danada.
Beijo!

Léia, obrigada pelo comentário, querida. Somos perseverantes, mesmo, nunca desistimos! :D
Obrigada pelo carinho e pelas palavras doces. A ausência é uma coisa difícil, mas a gente vai aprendendo aos pouquinhos a lidar com ela.
Beijão!

Lorena, obrigada pelo comentário tão querido! Acho que aprender a cozinhar é um ato libertador - além de outras coisas. É muito bom não dependermos de outros para nos alimentar, vc não acha? O aprendizado é assim mesmo, algumas coisas vão parar no lixo mas com o tempo a comida vai aparecendo e sentimos cada vez mais vontade de provar coisas novas. Fico muito, mas muito feliz mesmo sabendo que você está gostando das receitas do blog, isso é maravilhoso.
Beijo grande e obrigada pelo carinho!

Nereime disse...

Pat, já tinha visto sobre o niver do blog no face, mas mesmo atrasadinha gostaria de deixar meu carinho por este teu cantinho que tanto me inspira.Parabéns por tanta dedicação, talento e sensibilidade!
Eu gosto de cardamomo e de bolo cítrico mais ainda.
Um super beijo

Temperaria - Vivian Luiz disse...

Patrícia, parabéns pelo aniversário do blog! 6 anos é coisa a beça, hein!

Estou com um punhado de cardamomos em casa, vou testar essa receita que parece ótima! Beijos!

Related Posts with Thumbnails