segunda-feira, março 12, 2012

Bolo de canela com mesclado de macadâmia e especiarias + "Direito de Amar"

English version

Cinnamon pound cake with macadamia spice ribbon / Bolo de canela com mesclado de macadâmia e especiarias

Continuando com a minha meta “filmística” para 2012 assisti a “Direito de Amar” ontem à noite (que título horroroso, hein, minha gente?) e foi uma surpresa: eu já esperava algo bom - Colin Firth e Julianne Moore dificilmente erram – mas o filme é tão espetacular visualmente que me deu vontade de mandar um email pro Tom Ford pedindo-lhe para fazer outro filme logo.

*spoilers*

Adorei a forma como Tom Ford trabalha com as cores: uma amiga minha disse ter achado “óbvio” mas eu discordo – acho que marca os moods do filme de uma maneira bem interessante. A trilha sonora é igualmente ótima – especialmente no comecinho, com takes tão bonitos embaixo d’água – e apesar de não ter me impressionado como as trilhas de “Tron: O Legado” e “Drive” achei que serviu perfeitamente ao filme. Que alegria ver um ator jovem como Nicholas Hoult encarando mais um papel ousado – dezenas de outros de sua idade teriam medo de percorrer esse caminho, e ele o faz brilhantemente. Julianne Moore tem pouco tempo na tela, o que é uma pena, já que é uma atriz fantástica e ficou lindíssima com o visual dos anos 60 (sendo branquela e sardenta como ela cobicei muito sua cor de cabelo). :) E Firth... Perfeita seria o único adjetivo capaz de descrever sua performance. Toda a dor mostrada em cada músculo de seu rosto (o que me lembrou Natalie Portman em “Cisne Negro” e o quanto ela consegue mostrar apenas com seu rosto, com o movimento de suas sobrancelhas). Acho que o assombro é maior quando pensamos em Firth em filmes como “Bridget Jones” e “Simplesmente Amor” – como ele vai de cômico/tolo para um personagem tão profundo. Fiquei espantada, num ótimo sentido, ao final do filme e acredito que os Oscars foram entregues na ordem reversa: Firth deveria ter levado o prêmio em 2010 por “Direito de Amar” e Jeff Bridges deveria ter ficado com a estatueta em 2011 por “Bravura Indômita”.

***

Quando o assunto é pound cakes ninguém ganha de Flo Braker e Lisa Yockelson – a maravilhosa receita abaixo vem do sempre delicioso "Baking by Flavor" de Yockelson e se vocês não tiverem macadâmias em casa não deixem que isso os impeça de preparar o bolo: acho que nozes, pecãs e até mesmo amendoins seriam ótimos substitutos neste caso.

Bolo de canela com mesclado de macadâmia e especiarias
do sempre delicioso e fantástico Baking by Flavor

- xícara medidora de 240ml

Mesclado de macadâmia:
¾ xícara (105g) de macadâmias, picadinhas
2 colheres (sopa) de açúcar cristal, de preferência orgânico
1 colher (chá) de canela em pó
½ colher (chá) de noz-moscada ralada na hora
¼ colher (chá) de pimenta-da-jamaica

Bolo:
3 xícaras (420g) de farinha de trigo
1 ½ colheres (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
¾ colher (chá) de sal
1 colher (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de noz-moscada ralada na hora
1 colher (chá) de pimenta-da-jamaica
1/8 colher (chá) de cravo em pó
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, amolecida
1 ½ xícaras (300g) de açúcar cristal, de preferência orgânico
½ xícara (88g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
4 ovos grandes, de preferência orgânicos
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
1 ½ xícaras de creme azedo (sour cream)*
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma de furo central de 25cm de diâmetro e forre o fundo com um círculo de papel manteiga. Unte o papel com manteiga e polvilhe tudo com farinha de trigo.
Em uma tigelinha, misture as macadâmias, o açúcar granulado, a canela, a noz-moscada e a pimenta-da-jamaica. Reserve.
Prepare a massa do bolo: em uma tigela média peneire a farinha, o fermento, o bicarbonato, o sal, a canela, a noz-moscada, a pimenta-da-jamaica e o cravo. Reserve.
Na tigela grande da batedeira, usando o batedor em formato de pá, bata a manteiga em velocidade média por 2-3 minutos. Junte o açúcar em duas adições, batendo bem a cada uma delas, e depois continue batendo até obter uma mistura clara e fofa. Junte os ovos, um a um, batendo por 1 minuto a cada adição. Acrescente a baunilha.
Em velocidade baixa, acrescente os ingredientes secos em três adições alternando com o creme azedo em duas adições (comece e termine com os ingredientes secos). Raspe as laterais da tigela com uma espátula ocasionalmente.
Espalhe cerca de 1/3 da massa na forma preparada. Salpique metade da mistura de macadâmia sobre a massa. Cubra com metade da massa de bolo restante, seguida do restante da mistura de macadâmia. Cubra com a massa de bolo restante. Com uma faquinha sem ponta ou espátula fina, misture as camadas levemente, criando um efeito marmorizado (não raspe o fundo e as laterais da forma nem do tubo). Alise a superfície e asse por 1 hora/1 hora e 10 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 15 minutos e então, com cuidado, desenforme, invertendo o bolo. Retire o disco de papel e reinverta o bolo em outra gradinha. Deixe esfriar completamente e polvilhe com açúcar de confeiteiro antes de servir.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 20 porções

13 comentários:

A Autora do blog disse...

Que belo bolo!
Deve ser delicioso.

http://asvezescozinheira.blogspot.com

angela disse...

esse filme achei lega, também adoro os atores, mas .. enfim:-) hum.. canela!!

Cinha disse...

Que bolo magnifico!!
Adorei,ficou super alto e com aquele aspecto de bolinho caseiro da avó;)
Beijinhos grandes.

mariacarambola disse...

Pat, tô louca pra ver esse filme. Quem sabe não é comendo uma fatia do seu bolo. Beijos.


Karina, do mariacarambola

Belos e Malvados disse...

Também esperei que Colin ficasse com o Oscar por esse filme que é muito bonito, em vários aspectos, mas muito triste. Fiquei uns três dias com sensação de luto.

Quéroul disse...

totally d'accord: os oscares foram trocados, certamente. filme lindo e lacrimento; demorei horrores pra assistir, e fiquei perguntando, por quê, meu deus, por quê?

mas Colin Firth me dá gasturinha, apesar de achar ele bem bom nesse filme, e no do rei gago também!

li macadâmias e nem fui além na receita. acho que adoro, já.

Marmita disse...

LINDO o teu bolo amei! vou guardar a receita, beijos!

FIND disse...

HUMMMMMMMM CHERINHO DE CANELA NO AR EH TUDO DE BOM, BJU

tatiane disse...

Que bolo lindão! Macadâmia é sinônimo de enxaqueca pra mim, mas teimosa que sou já tenho um pacotinho guardado...
Direito de Amar era o nome de uma novela tão antiga quanto brega...

beijão!

Aline disse...

Patricia
To com uma dúvida curel na cozinha..
Tem um email para falar contigo
Obrigada
Bjos Mil
Aline

VIVIANE DELANI disse...

Oi Patrícia. Adoro canela e esse bolo é dos que eu gosto, simples, sem nada de cobertura, para comer quentinho com um chazinho no final da tarde. Só nunca comi macadamia. Aqui na Dinamarca já vi pra vender, mas nunca comprei. Tem gosto de que? Amendoas, nozes? As fotos estao cada dia mais lindas. Bjokas e parabéns

Viviane Delani
http://vrgdl.blogspot.com/

Unknown disse...

Oi! Só pra avisar que fiz esse bolo hoje e ficou demais! Ele é muuuuuito cheiroso, perfuma a cozinha...
Meus filhos adoraram! A única mudança que fiz foi trocar as macadâmias por nozes, que era o que tinha na minha geladeira.
Obrigada!

Patricia Scarpin disse...

Olá!
Que notícia ótima! Adorei saber que o bolo foi um sucesso com a sua família e que ficou gostoso com nozes.
Beijo e obrigada a vc por vir aqui me contar!

Related Posts with Thumbnails